CAPITALNEWS.COM.BR
Busca de Notícias
Saúde - 02/09/2008 - 12:30
Jovens estão voltando a fumar e podem morrer mais cedo


Práticas, hábitos e comportamentos no controle do tabagismo foram debatidos ontem em seminário no auditório da Faculdade de Odontologia da Ufba para colocar em evidência os males que o fumo provoca.

O encontro chamou atenção, principalmente, para a necessidade de unir forças e fortalecer iniciativas voltadas para a prevenção do cigarro entre crianças e adolescentes.

O presidente do Conselho Regional de Odontologia – Croba, Paulo Ribeiro, destacou a importância da campanha para hábitos mais saudáveis.

De acordo com a coordenadora do programa estadual de controle do tabagismo, Terezinha Paim, a Secretaria da Saúde do Estado realizou uma pesquisa em 2005 com alunos da 7ª e 8ª séries nas escolas de Salvador, nas faixas etárias entre 13 e 17 anos.

Essa pesquisa apontou que as meninas correspondem a 7% da população fumante de Salvador. “Elas são maioria se comparadas aos meninos que gira em torno de 6%. “O principal motivo que leva as adolescentes ao vicio do cigarro é acreditar que fumando podem perder peso”, ressaltou.

O encontro reuniu profissionais, estudantes, professores e autoridades da área de saúde. Dentre os participantes sub-secretario de Saúde, Washington Couto, representando o secretario de Saúde, Jorge Solla, que não compareceu por está cumprindo agenda em Brasília.

De acordo com Washington, o programa de controle do tabagismo, tem como objetivo trabalhar com a prevenção, reduzir o número de fumantes e melhorar a qualidade de vida da população. A secretaria está presente neste evento para reforçar a luta contra esse mal que a cada dia aumenta o número de mortes no país. “Queremos uma população com hábitos saudáveis que valorize sua vida e a do próximo”, falou.

Para o pneumologista Francisco Hora, as pessoas têm que se conscientizar do risco que o fumo causa a sociedade em geral. A exposição de não fumantes à fumaça do cigarro, se constitui na terceira maior causa de morte evitável no mundo, superada apenas pelo tabagismo ativo e o consumo excessivo de álcool.

O odontologista e professor da ?(UFBA) Antônio Falcão, alerta a população sobre o perigo que o fumo pode causar a saúde bucal. O cigarro agride as células da mucosa, modificando os tecidos bucais, podendo levar a morte. As pessoas têm que se conscientizar sobre os malefícios que ele causa. “Toda vez que fumamos estamos expondo o nosso corpo a agressão”, falou. ( Fonte: Tribuna da Bahia - BA - Autor: Leidiane Brandão)


Fonte: Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)
ENTREVISTAS
Exclusivo: Nelsinho é o primeiro candidato à prefeitura entrevistado pelo Capital News
PUBLICIDADE